Sem categoriaDLL Automação - Até onde os 10% são obrigatórios?

Autora: Maria Luisa Coelho.

 

A não ser que você tenha uma péssima experiência em um bar ou restaurante, é normal por aqui o hábito de pagar os 10% ou taxa de serviço que chega junto a conta. O que muitas pessoas não sabem é que essa porcentagem não é obrigatória e não é limitada ao valor de 10%.

Assim como você é livre para pagar ou não essa taxa, os estabelecimentos podem indicar uma cobrança de valor que acharem mais conveniente e justo. No entanto, vale citar que quem garante a regulamentação e distribuição dessa gorjeta é a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que há cerca de dois anos atrás realizou algumas mudanças e colocou em vigor a Lei das Gorjetas (n. 13.419).

A lei define a gorjeta como um ato espontâneo por parte do cliente, além de modificar alguns pontos do artigo 457, já existente na CLT. Ela regula a divisão igualitária das gorjetas entre os profissionais da equipe (garçons e seus colegas),  altera o percentual da gorjeta destinado a pagar encargos trabalhistas e obriga os empresários a anotarem na carteira de trabalho e no contracheque dos empregados o salário fixo, bem como o percentual de gorjeta de cada mês.

Abaixo, você pode tirar algumas dúvidas sobre a nova lei:

  • O pagamento de 10% no restaurante/bar é opcional:

Sim, o pagamento da gorjeta é opcional. O cliente paga apenas se ele quiser.

 

  • O restaurante pode cobrar mais que 10%:

A lei não estabelece um limite para a taxa de serviço. O restaurante/ bar está livre para cobrar quanto preferir. Assim como, o cliente pode pagar o que desejar.

 

  • Os 10% devem ser destinados como remuneração aos funcionários:

A gorjeta não constitui receita da empresa nem dos funcionários. Ela deverá ser destinada a remuneração dos empregados e distribuída segundo critérios definidos pela CLT e não é exclusiva apenas dos garçons, mas de todos os funcionários que participam da equipe do serviço.

 

  • Assim como nos Estados Unidos, a gorjeta funciona como um complemento do salário:

A gorjeta funciona como uma remuneração indireta. Além de receber seus salários fixos, os funcionários também recebem um complemento do salário. É possível inclusive que a gorjeta represente até dois terços do salário do empregado, por exemplo.

 

  • A empresa pode usar a taxa de serviço para pagar os encargos trabalhistas dos seus funcionários:

Empresas sujeitas ao modelo de tributação diferenciado, ou Simples, só podem suar até 20% do total das gorjetas para cobrir os custos dos encargos sociais. Os outros 80% devem ser dados aos funcionários. Estabelecimentos cujo modelo de tributação não é diferenciado podem usar até 33% das taxas para a mesma finalidade.

Caso a empresa não cumpra com a lei, ela estará sujeita ao pagamento de uma multa que corresponde a 1/30 da média da gorjeta por dia de atraso.

Gostou de nosso conteúdo?
Quer receber no seu e-mail?
Pressione o botão ao lado >>

https://dllautomacao.com.br/wp-content/uploads/2017/03/logo7.png
https://dllautomacao.com.br/wp-content/uploads/2017/03/logo_white.png
Blogs

Se você desejar você pode receber nossa comunicação de vez quando contendo conteúdo específico de nossa indústria, novidades e atualizações do mundo empresarial. Nada de spam. Só conteúdo relevante.

DLL Automação

Uma das empresas pioneiras no ramo no Rio de Janeiro, nós nos dedicamos a servir outras a empresas a efetivamente implantar e manter funcionais – com o mínimo de intervenção – sistemas de automação comercial para que empreendedores possam se concentrar em seu “core business” e ganhar dinheiro.

Fale com a gente! (21) 2494-2280

Desenvolvido por www.is21.com.br Hxis Technology